Google Shopping Google Shopping

Google Shopping Actions: o novo marketplace do Google

O novo marketplace do Google

Google Shopping Actions, em uma segunda-feira, 19 de março de 2018, o Google publicou discretamente uma postagem no seu blog que deu início a uma grande mudança no cenário do comércio eletrônico.

Portanto, sempre que os compradores estiverem procurando produtos na vasta rede de publicidade do Google, eles poderão fazer o check-out diretamente no Google, sem serem redirecionados para a loja virtual do comerciante.

Assim resumidamente: o Google se prepara para lançar o seu mais novo projeto no ano que vem: o Google Shopping Actions.

Dessa maneira, com esta nova plataforma, será possível realizar as compras e as vendas dos produtos sem precisar ser redirecionado para uma loja virtual específica.

Então se você ainda não sabe, atualmente o Google Shopping exibe os produtos, selecionados pelo usuário, oferecendo um comparativo entre os preços e entre as lojas que oferecem o produto online.

Todavia, com o novo Google Shopping actions, o Google tirou o caminho do meio e deu ao usuário uma forma de compra mais rápida, versátil e com menos burocracias.

A partir dessas tendências para o ano de 2019, nós preparamos um artigo completo para você, lhe explicando um pouco mais sobre essa nova plataforma Google. Confira:

Google Shopping Actions: como funcionará

Enquanto o varejista ficará responsável apenas pela logística e pela manutenção do produto, a plataforma Shopping Actions ficará responsável por todo o trâmite de pagamento.

Mas claro, o Google receberá uma pequena porcentagem da venda. Mesmo assim, ela será bem menor que o valor cobrado pela Amazon, por exemplo.

Além de, praticidade e versatilidade, o Google Shopping Action trará mais comodidade para seus usuários. A plataforma trabalhará de forma integrada com os já conhecidos Google Assistant e Google Home.

Desta forma, o usuário terá mais facilidade em fazer suas pesquisas por voz, texto e automaticamente colocando seus produtos selecionados dentro do carrinho de compras. Sobre o Google Express.

O Google Shopping Actions também promete facilitar a compra e venda de produtos através dos dispositivos. Uma vez que, esta é a tecnologia mais utilizada pelos usuários diariamente nas pesquisas feitas nos sites de buscas.

Assim sendo, o que podemos esperar do Google Shopping Actions:

  • Uma lista compartilhável;
  • Um carrinho de compras universal;
  • Check-out instantâneo com credenciais de pagamento salvas permitindo que os clientes façam compras com facilidade.

E na prática? Como será?

Na prática os compradores poderão acessar os produtos no Google Shopping Actions de três maneiras:

  • Eles pesquisam no Google Express (um shopping on-line com serviço de entrega a domicílio sob demanda muito semelhante ao Prime Now da Amazon);
  • Sem computador: express.google.com;
  • No celular: aplicativo do Google Express para Android / aplicativo para o Google Express para iOS.

Assim, após confirmar a compra de todos os itens desejados, o pedido será enviado ao Google e para o varejista.

Portando, seguindo a lógica, o Google irá rastrear cada venda e, no final de cada mês, enviará ao varejista uma nota de comissão.

Mas vale lembrar que o Google Shopping trabalha com o modelo de custo por clique (CPC). O Google Shopping Actions trabalhará com o custo por ação (CPA).

Ou seja, se você não tiver nenhuma venda feita pela plataforma, você não precisará pagar um centavo a eles.

Interessante, não é mesmo?

Google Shopping Actions promete brigar fortemente com a Amazon

Já não é mais segredo para ninguém que a Amazon sempre dominou o setor de comércio eletrônico no mundo.

Além de tornar as compras muito mais fáceis para as pessoas. Ela também possui um estoque ilimitado de produtos em questão.

O que pode ajudar esta nova plataforma do Google a ganhar espaço, são as altas taxas impostas pela Amazon às empresas varejistas que anunciam no seu e-commerce.

Amazon tem um poder sobre os consumidores

Para você ter uma ideia, a maioria dos compradores nos Estados Unidos utilizou apenas a Amazon para efetuar suas compras de fim de ano.

Como você pode ver abaixo, a empresa representou 47% das vendas totais no ano de 2018, mais que o triplo da segunda colocada:

Google Shopping Actions
Google Shopping Actions

Desta maneira, como no gráfico acima, a Amazon ainda é maior que os 10 maiores varejistas americanos juntos, incluindo Walmart.

Ao mesmo tempo que a Amazon cresce ano após ano, o Google vem misteriosamente testando e experimentando o mercado. Afim de, trazer uma plataforma a altura.

O Google não é bobo.

Ele sabe que se quiser realmente competir de igual para igual com a Amazon no ramo de e-commerce, ele terá que entregar ao usuário uma experiência muito melhor das que ele já possui.

Da mesma forma, que a Amazon fez no passado.

Certamente, ele sabe que precisará trabalhar fortemente com vendedores terceirizados.

Pensando nisso, o Google Shopping Actions virá com uma série de novos recursos para compra e venda de comércio eletrônico. Além dos já conhecidos, Google Express, Google Shopping e Local Ads.

Quando será o lançamento Google Shopping Actions?

Certamente logo, mas em fase de testes, a nova plataforma do Google irá apenas para grandes empresas por enquanto, como:

  • Auchan;
  • Boulanger;
  • Carrefour;
  • Fnac Dart.

Além disso, a revista LSA nos revelou que o Shopping Actions será lançado na frança no início de 2019.

Então nos resta esperar para ver essas novidades!

Uma vez que o país é o sexto maior comércio eletrônico do mundo, nada mais justo que comece por lá.

Estima-se que o varejo online movimente cerca de 500 bilhões de reais até o final deste ano.

[Total: 1    Média: 5/5]
Compartilhar:

Sou um workaholic, talvez um pouco nerd, apaixonado por marketing e comportamento humano e empreendedor desde os 16 anos de idade (faz um tempinho…).

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *